sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Na verdade, Flamenco!


O Flamenco é uma manifestação cultural típica da cultura espanhola que envolve o cante (canto - o primeiro elemento do flamenco, considerado seu coração), o toque (instrumentos – guitarra flamenca, cájon, castanholas – ritmo) e o baile (palmas, sapateado e dança).
 Não se sabe ao certo, mas acredita-se que tenha surgido na região de Andaluzia, na Espanha, palco de encontro de povos ciganos, mouros, judeus e indo-paquistaneses por volta do século XV, porém os detalhes de sua história foram perdidos, muito provavelmente por tratar-se de uma manifestação de povos perseguidos pela inquisição católico-cristã e entre os quais predominava a tradição oral, isto é, a cultura, os ritos e costumes eram transmitidos de geração a geração.
Modificou-se ao longo do tempo, sofrendo influências da música moderna, mas preservou-se em sua essência. Neste ano, foi considerado pela UNESCO patrimônio imaterial da humanidade.
Mas eu não fazia a menor idéia de nada disso quando decidi, em uma fração de segundos, que queria aprender a dançar flamenco!
Estava ouvindo Gipsy Kings e após várias rumbas começou a tocar uma música diferente... forte, profunda, com uma entonação de voz intensa, sofrida e ao mesmo tempo enérgica, poderosa... não parecia gerada na garganta... parecia nascida da alma ou algo ainda maior... No mesmo instante me veio um desejo quase infantil de dançar com aquela mesma força... dançar por dentro - uma dança visceral, dançar com a alma...
E foi assim que fui parar nas aulas de flamenco!
Após algum tempo aprendendo e sentindo o que ele é na verdade, entendo o porquê daquele êxtase, daquele impulso. Era a urgência em me expressar para, de alguma forma, poder me encontrar.
Então, agora posso dizer que acho que aprendi, um pouquinho, o que é o flamenco.
Flamenco é a graça e a leveza das mãos flutuando no céu e repentinamente deixando-se tomar por movimentos inesperados e desconcertantes, por uma inquietação advinda do fundo da alma, de uma energia interior sem tamanho, das dores e das paixões. É a firmeza dos pés que se plantam no chão na busca pela autoconfiança, autodomínio, segurança e a certeza de se saber quem é e onde está. É a sensualidade das paixões e a dor das adversidades. É a valorização da divindade que existe dentro de cada um. É a beleza e o encanto de uma postura corajosa e confiante e ao mesmo tempo sensível e delicada diante da vida.
É o encontro mais que possível da profundidade e da leveza...

video


Nenhum comentário:

Postar um comentário